Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 15 de novembro de 2015

15 de Novembro - Memória dos Fiéis Defuntos de Toda a Ordem Carmelita



Na Ordem Carmelita, hoje celebramos o dia de Todos os Santos. Todos aqueles que vestiram o santo hábito da Viagem do Carmo e testemunharam seu amor por uma vida santa. 


Santos do Carmelo, rogai por nós!


O amor de Cristo e a devoção à Santíssima Virgem Maria do Monte Carmelo unem os carmelitas entre si, nesta terra em que peregrinamos, levam-nos a interceder com amor fraterno pelos carmelitas que terminaram a sua peregrinação nesta vida e ainda esperam a gloriosa visão do Senhor. A oração comum da Ordem implora do Senhor a misericórdia para todos os seus membros, para que, por intercessão de Maria, sinal de esperança segura e de consolação, se associem nos Céus à restante família carmelita que já contempla a Deus face a face. Esta comemoração foi introduzida em 1683.


“Nós cremos na Vida Eterna e na Feliz Ressurreição.

Quando de volta à casa paterna, com o Pai os filhos se encontrarão”.


No Mês de Novembro, a Sagrada Liturgia nos apresenta duas celebrações muito importantes e muito interligadas entre si: a Solenidade de Todos os Santos e a Comemoração de todos os Fiéis defuntos, que a cada ano nos propiciam uma rica oportunidade de refletir sobre nossa vida na terra e sobre a vida eterna, a grande esperança da nossa fé. A Comemoração de todos os Santos vem nos lembrar a santidade de ações que todos nós devemos ter no decorrer de nossa vida. Fomos criados para sermos santos, chamados à Santidade, a sermos perfeitos como nosso Pai é perfeito. “O Prêmio da fé é a certeza de vivermos para sempre felizes com o Senhor”. 


Nossa vocação à santidade muitas vezes é colocada em crise visto aos apelos mundanos, nos esquecemos muitas vezes das obras de misericórdia, das lições do Sermão das Bem-aventuranças, das promessas feitas aos justos e principalmente nos esquecemos da vida eterna, da esperança de que um dia alcançaremos a verdadeira vida junto de Deus no céu onde “não haverá tristeza, doença, nem sombra de dor.” Ser santo é sem dúvida, o grande desafio de todo o cristão e a grande prêmio, pois nossa certeza “é que um dia veremos a Deus e contemplá-lo com nossos olhos é a felicidade sem fim”. Desta forma a Celebração dos Finados é a celebração de nossa esperança, pois “o último inimigo a ser destruído é a morte”. No mundo pagão, a morte recebe a seguinte expressão “ Tudo acabou”. Todavia, nossa resposta cristã é “ Para os que crêem a vida não é tirada e sim transformada e desfeito o nosso pobre corpo mortal nos é dado no céu um corpo glorioso” 

Lembrança dos Fiéis Defuntos 

Seja a celebração de Finados um dia de reflexão para todos os cristãos, um dia de meditar sobre nossa vida e de lembrar com saudade e carinho de todos os nossos entes queridos com quem tivemos a alegria de um dia conviver, lembrar de suas boas obras, meditar sobre nossas atitudes com eles, onde acertamos e onde erramos, para não incorrer em erros futuros. É dia de oração, de reflexão é não dia de festas, churrascos ou outras divertimentos. Deve ser também um “Dia da Família”, onde podemos ter a oportunidade de contar aos mais jovens os feitos das pessoas que já partiram desta vida, nossos antepassados, amigos e parentes, valorizando o aspecto familiar. 


A liturgia deste dia é muito rica em orações, leituras e preces que, bem vivenciadas, nos ajudam a refletir sobre nossa existência e sobre a vida eterna, que nós devemos preparar a cada dia de nossa vida. Momento também importante é o da visita ao Cemitério, lugar santo de oração, de muito respeito, pois ali esperam a ressurreição os corpos dos justos. Muito respeito também devemos com os falecidos, de modos geral com os túmulos e restos mortais, evitando quaisquer brincadeiras e comentários desagradáveis, críticas e deboches com os mortos, devendo sempre lembrar que os despojos se referem a um corpo que foi templo do Espírito Santo, por isto o corpo é aspergido e algumas vezes incensado.



Vivenciando estas celebrações, nossa atitude deve ser a de sempre estarmos vigilantes; bem viver esta vida, construindo a nossa vida de felicidade no céu , pois ”os olhos jamais contemplaram e ninguém sabe explicar o que Deus tem preparado para aquele que um dia o amar”. Mas a nossa fé nos propicia a esperança de crer, de almejar e construir ainda aqui na terra a vida Eterna, pois “peregrinos nós somos aqui, construindo morada nos céus, quando Deus chamar a si quem foi na Terra amigo seu.”


Oração:

Senhor, glória dos fiéis, concedei o descanso eterno aos nossos irmãos e irmãs defuntos, a quem nos une o mesmo Batismo e a mesma vocação no Carmelo, para que, tendo seguido a Cristo e sua Mãe, possam contemplar-Vos para sempre como seu criador e redentor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade doEspírito Santo.

Nenhum comentário:

Pedidos de Oração