Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 21 de abril de 2013

17 de Abril _ Beata Maria da Encarnação

Beata Maria da Encarnação
Religiosa de nossa Ordem



Chamou-se no mundo Bárbara Avrillot e foi filha dos nobres Nicolau, senhor de Champalsteurs, e de Maria L'Huiller, muito bons cristãos que, por não terem filhos, prometeram ao Senhor consagrar-lhe o herdeiro que porventura lhes viesse a ser dado. Este apareceu no dia 1 de fevereiro de 1566. Era uma menina e logo a dedicaram ao Senhor e à Virgem Maria, vestindo-a de branco até à idade de sete anos. Desde essa data, viveu como interna entre as Irmãs Menores, chamando a atenção pela sua simplicidade e piedade.

Quando saiu do convento, aos 14 anos, embora tivesse querido consagrar-se ao Senhor na vida religiosa, seus pais encaminharam-na para o matrimonio. Aos 16 anos, casou com o vísconde Pierre Acarie, a quem amou e serviu com toda a alma, como competia a uma esposa fidelíssima. Tiveram seis filhos que educaram cristãmente. Na altura que saiu do convento, seus pais puseram ao seu serviço uma jovem, Andreia Levoiz, que era uma maravilha pela sua grande piedade, honradez e caridade para com todos. Andreia e Bárbara, criada e senhora, vivem intimamente unidas no caminho da santidade. Ajudam-se mutuamente na vida interior e ambas correm a par para a meta. Andreia ajuda na educação dos filhos da sua senhora e amiga, três dos quais se consagrarão ao Senhor no mesmo gênero de vida que sua mãe seguirá quando se vir livre das ligações do mundo.

Tudo parecia caminhar de vento em popa, quando veio visitá-la a prova. Os inimigos da Igreja atacam-na sem piedade. A heresia protestante estende-se cada dia mais pela França. O rei Henrique IV desterra o esposo de Bárbara e ela segue-o para toda a parte. E objeto de calúnias e ingratidões, mas tudo suporta com coragem e magnanimidade. Perdoa a todos. Bárbara sustém e ajuda seu marido nesta dura luta. Ela mesma é ajudada por seu primo, o famoso Cardeal Pierre de Bérulle, e pelo próprio São Francisco de Sales.

Passada a tormenta, espalha-se por toda a França a notícia das Carmelitas reformadas por Santa Teresa de Jesus e lêem-se as maravilhosas obras da grande santa castelhana. Corria o ano de 1601. Bárbara lê as obras teresianas e o Senhor vai operando maravilhas na sua alma. Pede conselhos, ora muito e decide-se. Ela vai organizar todas as coisas, para que essas santas mulheres, filhas de Teresa de Jesus, possam vir também fazer uma fundação em França. Assim obtém autorização do Papa Clemente VIII a 13 de Novembro de 1603, pelo decreto In supremo, para que seja uma realidade, o que acontece a 29 de Agosto de 1604. Nessa data chegavam de Espanha as seis primeiras carmelitas descalças, à frente das quais ia Ana de Jesus e a irmã conversa Beata Ana de São Bartolomeu. A esta primeira fundação de Paris, seguir-se-iam outras feitas também pela nossa Beata.

Entretanto, Bárbara continua com as suas obras de caridade, de piedade e de maceração do seu corpo, até que em 1616 morre o seu marido, sem que ela, durante a doença, o deixasse sequer um instante. Foi verdadeiramente um modelo de esposa e de mãe.

Desfeitas as ligações do mundo, só anseia por se entregar ao Senhor na vida religiosa. Podia fazê-lo nos conventos mais próximos que ela tinha fundado, mas quis escolher o mais pobre e mais distante, o de Amiens, onde solicitou com grande humildade que a recebessem como Irmã de Obediência. Entregou-se em cheio à vida de oração, penitência e serviço nos trabalhos mais humildes. Recebeu muitas graças do céu e também teve de sofrer não poucas incompreensões e doenças, que suportou com grande paz e até com alegria. Cheia de paz e com muitas consolações do céu, expirou a 18 de Abril de 1618. Foi beatificada em 1791 pelo Papa Pio VI.


LAUDES


Ant Bened. O que pedirdes a meu Pai, em meu nome, ele vo-lo dará, diz o Senhor. Aleluia.

Oração: Senhor, concedestes à Beata Maria da Encarnação insigne propagadora do Carmelo, uma fortaleza singular para vos servir nos diversos estados da vida cristã e superar todas as dificuldades; concedei à vossa família vencer com ânimo todos os embates e perseverar até o fim em vosso Santo Amor. Por nosso Senhor, Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!


VÉSPERAS

Ant. Magnif. Não trabalhei só por mim, mas por todos os que procuram a verdade. Aleluia.

ORAÇÃO
Senhor, que fortalecestes a bem-aventurada Maria da Encarnação nos vários estados de vida, com uma admirável coragem nas adversidades, concedei-nos a graça de sofrermos as adversidades com fortaleza e de perseverarmos até ao fim no vosso santo amor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.







Tags: Ordem do Carmo, Ordem Carmelita, Ordem Carmelitana,Santos Carmelitas, Santoral Carmelitano, Nossa Senhora do Carmo, Santos do Carmelo, Famlília Carmelitana.

Nenhum comentário:

Pedidos de Oração