Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

154 Anos das Aparições de Lourdes

Em 2012 queremos colocar o Rosário à luz de Bernadete, à luz que envolveu a Mãe de Deus durante as aparições, que é a luz que Deus nos dá para colocar os pés nas pegadas de seu Filho.

"Ouvi um barulho como uma rajada de vento" é como descreve Bernadete quando as aparições começaram.Os primeiros eventos que são a base do que hoje é Lourdes. Como o dia de Pentecostes, os apóstolos, o Espírito Santo é dado a Bernadete para ela contemplar, interiorizar participar e testemunhar o mistério da salvação para toda a humanidade.

Nesta abordagem, Maria, a Mãe de Deus, se transforma para essa menina  numa verdadeira mestra de vida espiritual. Por sua presença, suas palavras e gestos, que irá introduzir Bernadette, pouco a pouco, na contemplação do mistério de seu Filho, Redentor do mundo.

O segredo dessa "pedagogia mariana" é o primeiro na aceitação mútua que essas duas virgens, Maria e Bernadete, se dão uma à outra. Ao acolher Maria, Bernadette recebe de Cristo: "E por que é dado que venha a mim a mãe do meu Senhor?" (Lc.1, 42) Em sua hospedagem Bernadette aceita a Cristo: "Tudo o que fizerdes a um destes pequeninos, é a mim que que o fazes" (Mt.25, 40). O selo desta aliança, este encontro e esta amizade será o sinal da Cruz. "O sinal da cruz é uma espécie de síntese da nossa fé." (Bento XVI, 14 de setembro de 2008).

O outro segredo do "Via Mariae" será rezar o terço, porque vai ser como apoio para as aparições. Apoio, em primeiro lugar educacional para todas as orações conhecidas por Bernadette, que estão contidas nesta devoção tradicional da Igreja. E então, apoio espiritual, porque é por esta simples oração e acessível que os cristãos podem contemplar o desdobramento dos mistérios da vida de Cristo. Na verdade, o que Maria diz e compartilha com Bernadette é a sua própria experiência como discípula de Cristo, sua própria experiência de vida cristã. "As memórias de Jesus, impressionado com seu coração, foram acompanhadas em todos os momentos ... e são essas memórias que, em certo sentido, constituíram o" rosário ", que ela recitou constantemente ao longo dos dias da sua vida terrena "(João Paulo II, Carta Apostólica Rosarium Virginis Mariae n º 11, de 2002).

Assim, Maria, mestra de vida espiritual dirige-se à hospedeira, filha de Maria, filha do Pai e discípula de Cristo, para inaugurar e abrir a porta desta "escola de oração" bonita que é dada a Lourdes desde 154 anos. Ao recitar o rosário, como agora, milhões de peregrinos, seja no santuário ou em outro lugar, seja pelos meios de comunicação diferentes, continuam a aprender e tomar posse das riquezas insondáveis ​​do mistério de Cristo.

Tendo em conta a boa tradição estabelecida para um número de anos, este texto básico quer ajudar os peregrinos a viver quatro dias de peregrinação intensa. Para esses quatro dias, os mistérios do Rosário pode guiar-nos, com uma série de mistérios por dia, e independentemente da ordem cronológica, mas pastoral: a alegre, triste, glorioso e brilhante e que se refletem na aparência e mensagem de Lourdes.

A "Mensagem de Lourdes" evoca os gestos e as palavras trocadas entre a Santíssima Virgem Maria e Bernadette na gruta de Massabielle em dezoito aparições. Esta mensagem pode ser resumida da seguinte forma: Deus é amor e Ele nos ama como somos.

 
"Je suis l'Immaculée Conception". 
 
"Eu sou a imaculada Conceição. Estas foram as palavras de  Nossa Senhora no hitórico dia 25 março de 1858, no décimo sexto dia da aparição, Bernadete foi à gruta onde, por iniciativa do Padre Peyramale, pároco de Lourdes, ela perguntou: "Senhora, poderia dizer seu nome?". Bernadette fez a pergunta por três vezes consecutivas. Na quarta petição, "a Senhora", respondeu em dialeto: ""Je suis l'Immaculée Conception". ",que significa em francês "Eu sou a Imaculada Conceição". Bernadette não soube compreender imediatamente o significado dessa palavra. A Imaculada Conceição, como a Igreja ensina, é "Maria concebida sem pecado, pelos méritos da Cruz de Cristo" (definição do dogma promulgado em 1854). Bernadette dirigiu-se imediatamente ao pároco para enviar-lhe o nome "La Dame". Ele entende que esta é a Mãe de Deus, que lhe apareceu na gruta. Mais tarde, o Bispo de Tarbes, Monsenhor Laurence, autenticou esta revelação.

Ratificada a mensagem - Quando a senhora disse que seu nome -  após três semanas de aparições e três semanas de silêncio (de 4 de março a 25). 25 de março é a festa da Anunciação, a "concepção" de Jesus no ventre de Maria. A Senhora da gruta disse ser essa a sua vocação: Ela é a mãe de Jesus, que foi concecido em seu ser, sendo Ele Filho de Deus...é toda para Ele. 

Bernadete é pura, habitada por Deus. Assim, a Igreja e todos os cristãos crêem que ela viveu para Deus, tornando-se intocada, completamente perdoada e perdoou, de modo a ser, também, testemunha de Deus. Este será o papel de Bernadette. 7 de abril, data próxima aparição, quando a chama da vela se vai por entre os dedos sem se queimar. Ele se torna transparente à luz, também pode liberar a luz de Deus. Maria diz que ela é o que devemos nos tornar. O dia de sua Primeira Comunhão (03 de junho de 1858), Bernadette estende essa experiência em um com o dom de Deus.


Textos dos Padres Horacio Brito e Kemseke Marc

Fonte : Santuário de Lourdes - França
11 de Fevereiro de 2012
Extraido e traduzido de : http://fr.lourdes-france.org/approfondir/le-message-de-lourdes

Nenhum comentário:

Pedidos de Oração